16.2.08

Madredeus - O sonho

Quem contar
um sonho que sonhou
não conta tudo o que encontrou
Contar um sonho é proibido

Eu sonhei
um sonho com amor
e uma janela e uma flor
uma fonte de água e o meu amigo

E não havia mais nada...
só nós, a luz, e mais nada...
Ali morou o amor

Amor,
Amor que trago em segredo
num sonho que não vou contar
e cada dia é mais sentido
Amor,
eu tenho amor bem escondido
num sonho que não sei contar
e guardarei sempre comigo

3 comentários:

Vilma disse...

Lindo! :)

oguardadordeestrelas disse...

guarda bem o teu sonho...
gostei do poema.
*

LadyBird disse...

Olá ao guardador de estrelas,

Bem-vindo, este poema é realmente lindissímo. Por acaso não sabes quem é o autor? Já tentei descobrir mas não consegui.