9.11.07

Azul Esverdeado

Tenho uma grande paixão, uma paixão que me submerge os sentidos.
O seu cheiro me recorda as memórias de outros tempos, em que ainda tinha um baloiço no quarto, e um cavalinho de pau, daqueles que toda a gente da minha geração teve.
Eu nasci com ele. Cresci ao som do seu encanto ondular. Era capaz de ficar horas contemplando a sua força, o seu brilho e o seu chamamento.
Embora, mais longe do seu cheiro, continuo a visitá-lo, é como se me faltasse o ar a cada ausência prolongada.
O destino, a cada fase, afasta-me mais desta brisa marítima, da sua cor indecifrável, do seu bramar e do seu fulgor.
Ainda o tenho nos meus olhos, mas a saudade já me vai invadindo como cola que se alastra a cada centímetro do meu ser.
Vou virar costas à minha paixão, só me restará o sal das minhas lágrimas, o gosto a mar das minhas conchas e a nostalgia das estrelas do mar, que me ofertaste naquela vez, naquele lugar, guardadas dentro da caixa de esperanças e sonhos. E eu devolvi-te a estrelinha Lili, para revelar-te os segredos que lhe incumbi de te transmitir.
Estamos cosmicamente ligados, a distância só fará aumentar o meu desejo de ser acariciada. Sempre teremos os fins de semana e as férias.
Tenho de partir, para poder voltar um dia, a viver bem pertinho de ti, até ao fim...

2 comentários:

Dina disse...

Gostei mtº :)
Continua a escrever......
Bjs grandes

LadyBird disse...

Obrigada.