5.3.07

Se...

Se eu não for, como voltarei?
Se eu não for, saudade em mim não haverá.
Se eu não for, como ficarei?
A cada recaída da alma.
Não olhes para trás,
Não sonhes com o que já tens,
Não fujas de ti.
O fado nem sempre é frio e doloroso.
Procura, voa por cima das montanhas e lá chegarás.
Não, não desistas.


(Paula do Ó Barreto)

4 comentários:

Nuno Barreto disse...

Não percebi nada... realmente não sou nada vocacionado para a poesia :(

Eunice Rosado disse...

ui que arrepio senti!!

LadyBug disse...

Sentiste um arrepio!?!
Porque razão?

2 Botas disse...

Uma verdade na nossa vida."se não formos não sabemos".um abraço grande desta amiga que jamais te esquece.